Publicado por: wainertoni | 22/03/2010

A “Magia” do Touchscreen

A tela touchscreen não é nova, aliás, nem o tablet que a usa tampouco, mas qual o porquê de seu sucesso atual?

touchscreenEste invento, datado da segunda metade da década de 60, já é usado por nós a bastante tempo, sem que sequer notemos, como por exemplo quando usamos um caixa eletrônico ou quando fazemos o check-in em um kiosk de companhia aérea.

Essa tecnologia, que até então passava quase despercebida ao público em geral, ganhou destaque e força com o lançamento do primeiro iPhone da Apple em meados de 2007. Segundo a revista Time, que elegeu o gadget no final de 2007 como a invenção do ano, o prêmio foi atribuído não só pela beleza do equipamento, mas pelo fato de sua função touchscreen (sensível ao toque) realmente funcionar bem. Somados a possibilidade de ele abrir caminhos para telefones melhores e também ao fato de ele não ser um telefone, mas sim uma plataforma.  iphone2G

Muitas vezes inovar é isso, usar tecnologias já existentes de forma diferente e não invariavelmente obtendo uma nova solução. Nem sempre inovar é inventar ou criar algo totalmente novo, mas sim vislumbrar novas maneiras de se usar os recursos disponíveis, este é o grande diferencial.

Mas voltando ao nosso tema principal, e detalhando mais a tela sensível ao toque. Basicamente existem dois tipos de telas touchscreen, uma de tecnologia resistiva e outra capacitiva. Na tela resistiva, a resposta se dá em razão da pressão que você exerce na mesma, fazendo com que duas camadas condutivas se toquem. Isso mesmo, esse tipo de tela é composto por várias camadas, trazendo um primeiro ponto fraco, que é a dificuldade da passagem da luz, fazendo com que as mesmas sejam mais opacas e tenham seu ângulo de visão reduzido. São ainda pouco sensíveis ao toque dos dedos, tendo uma melhor resposta quando usamos um canetinha ou a unha por exemplo.

Já a tela capacitiva, a usada no iPhone desde seu lançamento, contém uma camada somente que age como um sensor, feito de um reticulado de micro fios laminados entre duas camadas de vidro. Durante o toque, uma capacitância é formada entre o dedo e o sensor reticulado e a localização deste é calculada em função da alteração das características elétricas no sensor. Conferindo a tela resposta somente ao toque de nossos dedos e não ao toque de objetos, contudo com uma sensibilidade muito melhor e que foi muito bem complementada com a tecnologia de multitouch da Apple, o que com certeza conferiu o sucesso ao smartphone. Mesmo que este ainda hoje tenha muito dos recursos desejáveis ausentes e que estão presentes há bastante tempo em outros smartphones disponíveis no mercado.

E você, já pensou o quanto esse tipo de tecnologia está contribuindo para a inclusão social de pessoas de gerações anteriores a sua?

Espere os próximos lançamentos entre tablets e iPad e me conte depois…

Anúncios

Responses

  1. Eu sou fã dessa tecnologia. Tenho um iPod touch e um Nokia 5800, por isso adorei o novo post do seu blog. Parabéns!!!

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: